Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

100 Guilty Pleasures

Todos temos um. Para cada dia da semana.

100 Guilty Pleasures

Todos temos um. Para cada dia da semana.

Guilty nº1: Chocolate

por Zé, em 04.05.13

E começamos a nossa lista de guilty pleasures com o maior de todos: o chocolate. Meus amigos não me venham cá com cigarros, álcool e coisas para snifar: o chocolate é o protagonista de alguns dos melhores momentos de puro prazer (vá lá, o sexo também mas desse falaremos mais adiante…).

Na verdade quem não gosta de comer chocolate deveria ser julgado em tribunal. Não o Constitucional, que esse consideraria de imediato o consumo de chocolate inconstitucional, obrigando a diminuir na balança os quilos acrescentados desde a última pesagem. Mas por um tribunal popular, autêntico PREC dos chocolateiros. Todos na rua abraçados, com um cravo numa mão e uma tablete de chocolates Regina na outra, enquanto desfilam em direcção ao Pingo Doce para comprarem mais…

 

O grande problema do chocolate é a sua diversidade. Quando era puto só tínhamos duas escolhas: o negro, com carradas de açúcar (ah, que saudades do “Coma com Pão” e do Bollycao com cenas maradas lá dentro); e o branco, normalmente marginalizado por se parecer com um sabão de lavar as mãos. Hoje é vê-los aparecerem com todas as formas e feitios: carregados de amêndoas ou nozes, com licor (belas bezanas à conta do Mon Cheri…) ou polvilhados de arroz tufado (magano do Ambrósio, só chegas no inverno…). O chocolate preto, meu companheiro de aventuras nas noites de insónia. O velhinho Pantagruel, arma eficaz para transformar uma simples Mousse de Chocolate numa explosão de sabores e calorias (experimentem fazê-la com Marshmallows e vão confimar o que digo. A culpa é da Nigella).

 

Mas depois surgem as combinações tresloucadas: por exemplo os novos Milka com bolacha TUC. Que raio de coisa. Bolachas salgadas até dizer chega. Mas pedaços de chocolate no ponto certo, não muito duros e que se desfazem na boca em segundos. Perdoa o mal que faz pelo bem que sabe, já dizia a minha avó. Por isso quem não gosta de chocolates deveria ser julgado e condenado a uma pena eterna: ficar trancado para todo o sempre numa loja Arcádia.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Favoritos