Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

100 Guilty Pleasures

Todos temos um. Para cada dia da semana.

100 Guilty Pleasures

Todos temos um. Para cada dia da semana.

6ª é dia de guilty pleasure: os "Cronuts"

por Zé, em 19.07.13

Como diz o outro: sempre a aprender! Nas minhas longas e vertiginosas viagens pela internet, dei de caras com uma iguaria gastronómica que, à falta de outro adjectivo neste momento em que escrevo, descreveria simplesmente como: bombástica. Nas calorias, nas carradas de açúcar, no aspecto. E só poderia vir desse país magnífico e extremamente obeso chamado Estados Unidos da América. Senhoras e senhores, abram alas aos... Cronuts!

 

Olha, este agora anda a inventar nomes para dar aos bolos, devem estar a pensar. Mas enganam-se, queridos leitores. O Zé nada inventa e só conta toda a verdade. Os Cronuts são uma especialidade típica de Nova Iorque, nascidos da combinação estranha mas agradável ao paladar entre um Croissant e um Donut. Dois bolos iguaizinhos um ao outro, está-se mesmo a ver. Só que os americanos, sempre desejosos de motivos para abrir um bom negócio, acharam que vender os dois sozinhos não tinha graça. 

A pastelaria Dominique Ansel (nome francês ainda por cima) decidiu ajudar ao desgoverno nutricional dos USA criando um ser que combina o melhor dos dois mundos: o mundo das carradas de açúcar dos Donuts; e o mundo (maravilhoso, já agora) da massa folhada fofinha dos típicos croissants franceses. Passam primeiro por uma fritura (como as farturas), levando depois uma camada de açúcar, recheados com creme e terminando com uma cobertura também de açúcar. São vendidos pela módica quantia de 5 dólares (4 euros), e alguns parecem mais cupcakes do que outra coisa qualquer. Ainda por cima eu odeio cupcakes. Demasiado coloridos para o meu gosto.

 

Por isso, se alguém estiver a pensar numa ideia de negócio para combater estes tempos de crise peguem em dois bolos que vos apareça à frente, e tentem fazer magia. Quem sabe não vos sai uma maravilha do outro mundo. Eu avanço já com dois exemplos: o mil-folhas com o Pastel de Nata (um mil-natas) e o palmier com arroz doce (um palmiroz). Vejam lá se não tenho olho para os bons negócios.

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Favoritos