Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

100 Guilty Pleasures

Todos temos um. Para cada dia da semana.

100 Guilty Pleasures

Todos temos um. Para cada dia da semana.

Estou de volta!

por Zé, em 14.08.13

Caríssimos leitores: peço desculpa por esta interrupção forçada de uma semana. Infelizmente os motivos não são os melhores: há precisamente uma semana perdi um dos meus melhores amigos subitamente. Parece que o coração não quis continuar a sua caminhada e parou. Simplesmente. O coração não devia parar quando se tem 28 anos. 

 

Por isso estes 8 dias foram de uma tristeza enorme. Mesmo para mim, que não sou de sucumbir ás dificuldades e ás tristezas. Mas neste caso, vacilei um bocadinho, ao ponto de interromper as escrituras neste blog. Dizem que a escrita é a melhor maneira de exteriorizar as nossas emoções. Só que desta vez preferi guardá-las para mim. 

A crise chegou ao OLX

por Zé, em 06.08.13

Nunca percebi muito bem o objectivo de sites como o OLX. De cada vez que lá vou, só dou de caras com produtos que nem 10 cêntimos valem. Vende-se de tudo, mas sem qualidade (quase) nenhuma. Está bem que nestes tempos de crise todos querem fazer algum dinheiro vendendo objectos em 2ª mão, que deixarm de utilizar. Mas não pode ser justificação para a autêntica avalanche de coisas horríveis que por lá pululam.

Vejam por isso este vídeo. Está lá bem explicadinho como é que a crise chegou também ao OLX.

E agora... no Facebook!

por Zé, em 04.08.13

Ah pois é. Isto das redes sociais tem muito que se lhe diga. Depois de chegarmos à plataforma do passarito (o Twitter), agora entrámos de malas e bagagens no Facebook!

 

A partir de agora, toca a visitar a nossa página oficial, ponham imeeeensos likes, partilhem, façam o que quiserem. Entre o blogue e o Facebook, vamos passar belos momentos a revelar os guilty pleasures deste que vos escreve - e os vossos. 

 

No topo do blogue, mesmo ao lado do passarito, estará o símbolo do Facebooki. Entrem na página e deixem a vossa reacção.

"A Gaiola Dourada": um bom guilty pleasure português

por Zé, em 04.08.13

 

 

Há muito tempo que não via um filme com actores portugueses e sobre Portugal - ou a maneira de se ser português no Estrangeiro. Por isso, foi com alguma relutância que ontem me desloquei até ao Fórum aqui do sítio para acompanhar "A Gaiola Dourada". O filme do jovem luso-francês Ruben Alves é uma brilhante e agradável homenagem à enorme comunidade portuguesa emigrada em França. 

 

Estão lá praticamente todos os estereótipos do português em terras gaulesas: a mulher porteira (magnífica interpretação de Rita Blanco, a demonstrar que é uma das melhores actrizes portuguesas da sua geração); o marido trabalhador da construção civil, mas que subiu a pulso na empresa até chegar a encarregado de obras (um Joaquim de Almeida em estilo humorístico que nunca pensei ver); os filhos nascidos em França, mas com um orgulho imenso nas origens humildes dos seus pais, e que são os primeiros a incentivá-los ao seu regresso a terras lusas.

 

Muitos irão certamente criticar a excessiva presença dos estereótipos ligados a Portugal. Fado, Futebol, o bacalhau, as profissões desempenhadas pelos emigrantes, a desconsideração dos próprios franceses para com um povo que recebem desde os anos 50/60. Mas mesmo essas figurinhas do português típico dão um toque muito humano e simpático ao filme. Afinal, ali está um pouco daquilo que é ser português. Um povo trabalhador, unido, em que a família está sempre acima de tudo o resto, conseguindo vingar mesmo nos ambientes mais difíceis.

 

Não percam a oportunidade de assistir à "Gaiola Dourada". Serão 90 minutos muito bem passados, com boas gargalhadas, mas também alguma lagrimita marota pelo meio. Ah, e não se esqueçam de acompanhar o desempenho de Maria Vieira. Uma excelente actriz, que chega por vezes a ser tão pouco valorizada no nosso país, mas que veste a pele da empregada de um casal francês sem papas na língua.

As músicas do Guilty Pleasures: Gusttavo Lima

por Zé, em 02.08.13

Mas quem manda a mim aceitar sugestões musicais de colegas de trabalho? É graças a um colega meu (obrigadinho Pedro!) que fiquei com esta música de Gusttavo Lima na cabeça a semana inteira. A letra... é melhor não falar dela. Agora que é uma verdadeira música de verão, para dançar naquelas festas à beira da praia com um cocktail na mão, lá isso é verdade. 

 

Para quem não conhece Gusttavo Lima, é um miúdo ainda com 22 anos que rapidamente conquistou o sucesso no Brasil graças ás suas músicas sertanejas. Ou seja: é o Justin Bieber lá do sítio. Normalmente detesto este género musical. Neste caso, é um autêntico guilty pleasure. Eu devia ter vergonha por publicar estas músicas. Pois, devia.

 

 

 

Thank god it´s Friday!

por Zé, em 02.08.13

Guilty Pleasure nº19: Bailaricos de Verão

por Zé, em 01.08.13

E chegámos ao primeiro dia de Agosto. O início das férias de verão para muitas pessoas, mas principalmente o mês de regresso temporário dos emigrantes a Portugal. Agosto é, por isso, o mês em que muitas aldeias deste país se enchem de vida, alegria e juventude por alguns dias. E tudo graças a quê... aos bailaricos de verão.

 

Aqui há uns bons anos, quando o típico emigrante vindo de França aterrava na sua aldeia natal, deixava os olhos dos habitantes locais em bico com a sua transformação radical. Chegavam em brutos carros, com roupa caríssima, arranhando à pressa um francês mal amanhado misturado com um português ainda bem presente. Para desnortear ainda mais os pobres velhotes, faziam tudo e mais alguma coisa para reforçar a ideia do "novo-rico", uma espécie de Zé Brasileiro português de Braga, outrora pobretanas até dizer chega mas agora renascido na pele de um "lorde".

 

Os bailaricos de verão eram - e continuam a ser - o sinal de que os emigrantes chegaram à aldeia. São eles que organizam as festas, ou concedem uma "esmola" generosa para a sua realização.  Os comes e bebes são à descrição, o suficiente para deixar ko qualquer um com as bifanas a pingar no pão, as chouriças e o entrecosto acabado de assar, e o vinho a martelo para beber de caixão à cova. O largo da igreja ou o campo de jogos são os locais escolhidos - importante é ser um espaço grande, para permitir um pé de dança e o alívio das necessidades do corpo...

 

Por falar em pé de dança: o que é que se dança? Normalmente as coisas resolviam-se com um acordeão e um homemzinho sentado a tocar. Com uns copitos em cima, não importava nada que ele tocasse a mesma música a noite inteira. Até se fosse preciso, era pago com um presunto e umas alheiras e está pronto a aviar. Mas aqui as coisas evoluíram. Vieram os computadores, a internet, e o velhote que tocava a concertina foi substituído pela banda, o cantor de músicas pimba ou, ainda mais económico, o computador ligado a uma coluna de som com música tirada da internet. Fazem-se bailaricos que é uma maravilha!

 

Para verem a sofisticação dos bailaricos populares de hoje, deixo-vos o exemplo de uma banda que vi numa aldeia de Viseu durante as minhas férias de Julho. Chamam-se "Banda Time" e tocam tudo o que vier à rede. O palco não é mais que um camião transformado nisso mesmo - um palco, com direito a ecrãs gigantes e luzes coloridas daquelas que cegam qualquer um. Mas, que diabo: quem disse que para uma noite de diversão à séria é preciso gastar muito dinheiro a preparar uma festa?

Querida, estou de férias na televisão!

por Zé, em 31.07.13

Adoro as reportagens dos canais em Julho e Agosto. O tema é sempre o mesmo - férias - tal como o cenário escolhido - o Algarve. As câmaras procuram desesperadamente os personagens mais incríveis. Ou seja: os barrigudos com bigode; as famílias com os miúdos a berrarem por todos os cantos; as velhinhas desesperadas por um bocadinho de sol. 

 

Este ano, os nosso magníficos jornalistas tiveram um outro motivo de noticia: as férias do primeiro-ministro inglês, David Cameron, no... Algarve. A senhora que lhe vendeu o peixe, pelos vistos, gostou imenso de o ensinar a dizer "lulas" na língua de Camões.

 

Por isso, não se esqueçam: se quiserem aparecer na televisão corram para o Algarve, estendam a toalha numa qualquer praia apinhada de gente e esperem pela equipa de reportagem da TVI. Os vossos 5 minutos de fama irão surgir num instante.

A bela Pamela e o caramelo da fórmula 1

por Zé, em 30.07.13

Mas será que ninguém se dignou a informar-me que a GRANDE Pamela Anderson (sim, grande nesse sentido que estão a pensar - o peito) esteve no Algarve? A diva da minha juventude, autêntica sex bomb que me fazia aguentar os episódios terrívelmente insuportáveis e banais de Marés Vivas??

Malandros!

 

Na verdade todos nós sabemos a razão para a bela Pamela se ter apresentado em terras algarvias. Pelos vistos foi convidada especial da festa de aniversário de um marmanjo qualquer chamado Lorenzo Carvalho, supostamente piloto de fórmula 1 milionário, mas do qual nunca tinha ouvido falar na minha vida. Mas, helas! a sua cara passou em todos os telejornais da televisão portuguesa por ter ao seu lado a bomba loira. Que deve ter recebido uns valentes milhões de dólares só para aguentar aquele caramelo a noite inteira, mesmo não o conhecendo de lado nenhum.

 

Festa que é festa tem de incluir os tradicionais cromos. Os vips nacionais - amostras de vip, para ser mais preciso - colocaram-se em bicos dos pés de forma a ficarem retratados numa qualquer fotografia com a bela Pamela. A rapariga, que estava ali só para ganhar mais uns trocos e comprar um iate novo, ligou tanto aos nossos queridos vips como eu aos discuros do Cavaco: ou seja, nada. Pelos vistos um caramelo conseguiu ainda trocar umas beijocas com ela, e até apressou-se a colocar a foto no Facebook. O que vale é que a Iva do dito cujo não é ciumenta.

Regressando ao anfitreão da festarola: o famosíssimo Lorenzo. A biografia oficial diz que é luso-brasileiro, e pelos vistos diverte-se a espatifar dinheiro em coisas parvas. Deve ser o passatempo favorito do Lorenzo. Aqui há uns tempos anunciou aos sete-ventos a intenção de comprar o Autódromo do Estoril - mas parece que contratar a Pamela para as suas festas de aniversário fica mais barato. As fotos colocadas na internet mostram-no ou rodeado por grandes máquinas da Ferrari ou por moçoilas com um ar um bocadinho estranho - estranho do género "Calor da Noite". 

 

Mas sejamos sinceros: quem é que nunca cometeu loucuras para comemorar 22 anos de idade? Eu próprio já convidei a Madonna para quando fizer os 30. Ela ficou de me ligar para confirmar a sua presença. Ela e o Elvis.

100 Guilty no Twitter

por Zé, em 29.07.13

As minhas trocas e baldrocas com o design do blog acabaram por fazer desaparecer o botão "seguir" do Twitter. Por isso, toca a carregar no botão com o passaroco mesmo no topo do blogue. O Zé agradece.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Favoritos