Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

100 Guilty Pleasures

Todos temos um. Para cada dia da semana.

100 Guilty Pleasures

Todos temos um. Para cada dia da semana.

Guilty Pleasure nº14: Magnum

por Zé, em 08.07.13

Posso ser directo? Quem não gosta dos gelados Magnum devia... devia... devia... ficar uma semana sem acesso à internet. Ah não acham que seja grande castigo? Então tomem lá este: quem não gosta mesmo, mesmo, mesmo dos Magnum devia... ver uma sessão contínua das galas do Big Brother Vip, das 7 da manhã ás 11 da noite. Pronto, coitadinhos, também não os quero massacrar muito. Perdoem-me estes requintes de malvadez.

 

Na larguíssima categoria dos petiscos que engordam mas contribuem para o bem-estar da Humanidade, os gelados da Magnum merecem uma categoria especial. Eles são tudo o que aprecio num magnífico gelado: recheados de chocolate, apetitosos ao ponto de os querermos trincar, uma autêntica diversão veraneante que tanto pode demorar breves minutos a devorar como prologar-se até à eternidade. Mas neste caso só se forem mesmo muito lentos a comer.

 

Os Magnum são os dignos sucessores dos Cornetto. Durante muitos anos, o meu gelado de verão foi o Cornetto de Nata, com umas raspas de chocolate por cima absolutamente extraordinárias. São, por isso, os irmãos mais velhos, aqueles que já casaram e possuem filhos, perderam a paciência para grandes coboiadas mas não deixam de ser festivos quando querem. Pelo contrário os Magnum são os elementos mais novos da família, com sangue na guelra, sempre dispostos a ir para a farra e que nos obrigam a beber uma garrafa de vodka até ao fim (isto nunca se passou comigo, juro!) Os magnum são sexy. Os Cornettos charmosos, embora comecem a descambar para o velhote. A Irina do Ronaldo é um magnum apetitoso, perigoso, sempre com um truque na manga e sensualidade a transpirar por todos os poros. Os Cornetos são o George Clooney: já só servem para anúncios ao Nespresso (what else?).

 

Ainda ontem, para relaxar após uma tarde infernal no hospital, deliciei-me com um Magnum 5 Kisses, de Creme Brulée. Os pedacinhos de açúcar caramelizado já de si são de ir aos céus, mas o interior com o sabor daquela magnífica sobremesa francesa fizeram-me esquecer que ao lado tinha um pulso esquerdo acabado de chegar da Guerra Colonial. Ainda por cima vêm numas caixinhas super engraçadas, fazendo esquecer os 2 euros pagos por esta bomba de sabor.

 

E vocês, leitores da minha alma: já provaram algum dos novos Magnum?

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Favoritos